2 de mai de 2013

Ausência.




Aloha! 
Estou empolgada porque na quarta feira passada (24 de abril) o blog fez 2 anos *-* Cara, dois anos é muito tempo *-* Sério, a maioria das blogueiras desistem antes disso... Ou elas vão criando um blog, aí excluí, aí faz outro hsauhsuah. Enfim, quando o blog fez 1 ano eu deixei linkado a primeira postagem e como são 2 anos agora (não diga?!) vou linkar a segunda postagem. Cliquem aqui :33 GOGOGO . Eu era muito lesada cara kkk, (era?!)
Enfim, a postagem de hoje não é sobre isso... É sobre Ausência. Bom, vocês já sabem →




Acredito que seja algo natural. Ausência. Já se sentiu vazia? Eu quero dizer... não sozinha, mas simplesmente vazia? Como se nada, nem ninguém pudesse preenche esse buraco? Faz 1 semana que eu venho me sentindo assim... Sabe quando você está rodeada de gente, todos conversando, se divertindo e seu único pensamento é "Eu não pertenço aqui". Por que isso acontece? Você sabe? Eu não.
Por que eu me sinto assim se eu sei que não estou sozinha? Por que eu não me sinto bem? Aliás, não tão bem quanto eu acho que deveria estar?
Sei lá, essa semana está difícil pra mim e eu não sei o que está acontecendo. (Matt se você estiver lendo isso saiba que eu te amo u-u)
Percebi que eu não tenho ninguém com quem conversar, porque sei lá, acho que se eu contar meus problemas pra alguém eu possa preocupá-la de alguma forma. É por isso que eu estou aqui, é por isso que eu escrevo, preciso desabafar como todo mundo e acredito que nada melhor do que escrever... Daqui algumas semanas, meses, anos, voltar aqui ler isso e pensar "poxa, olha como eu era e olha como eu sou agora". É isso que eu quero. Quero crescer e perceber que o que eu considero grandes problemas não passaram de meras coisinhas de adolescentes.
Dizem que crescer é uma merda. Me disseram isso quando eu tinha 11 e eu achei que quando fizesse 15 tudo ia ser melhor. Vou fazer 15 no final do ano e ainda acho tudo uma merda. Acontece coisas boas sim, mas parece que as ruins vêm em dobro...
Eu fiz algo errado? Eu tô fazendo tudo errado? Por que me sinto assim? Por que parece que nada vai dar certo? O problema sou eu?
Aliás, quem sou eu pra começar?


2 comentários:

Luiza Rocha disse...

Amei o texto, me sinto igual sobre ausência! Chorei litros de rir com o "Matt se você estiver lendo isso, eu te amo"
Achei muito sincero o texto. Também vou fazer 15 no final do ano e acho tudo uma merda!
xoxo
peoples-says.blogspot.com.br

Vitória Rodrigues disse...

Descobri seu blog hoje e adorei!
Em relação a se sentir meio alone, você não é a única.
As vezes eu penso que é fase, mas acontece tantas vezes comigo que eu perdi a conta e aprendi a lidar com esse sentimento.
Mas o bom desses momentos é que nós temos a chance de conhecer melhor a nós mesmas, poder ficar sozinha pode trazer soluções.
Beijo beijo.